Celso Roth: "Treinadores são muito individualistas, não existe classe”


Celso Roth questiona formação de dirigentes, afirma que os treinadores do futebol brasileiro não são unidos e se tornam refém de um sistema que não os dá tempo para trabalhar e que precisou o Brasil tomar 7 a 1 numa Copa do Mundo para buscar informação com técnicos estrangeiros.

Comentários

Estadão Esportes