Políticos franceses alertaram para a visita de torcedores da Juve após surto de coronavírus na Itália

A ex-candidata à presidência da França Ségolène Royal, a política de extrema-direita Marine Le Pen e o membro da Assembleia Nacional Éric Ciotti foram alguns que se mostraram contra a visita de torcedores italianos nesta partida.
Resultado de imagem para Marine Le Pen x Cr7
- É ilógico e eu não entendo essa decisão. O governo deve ter alguma informação que o público não tem. Para evitar espalhar pânico, é preciso considerar que a população francesa é madura e tem a capacidade de compreensão do assunto - afirmou Royal para a TV France 2.

Ciotti questionou o fato de 40 crianças francesas que voltaram da Itália terem sido colocadas em quarentena na última semana mas "3.000 pessoas estão chegando à França vindas de uma área de risco". Já Le Pen afirmou que "não é razoável receber os torcedores italianos".


O secretário da Educação e Juventude da França, Gabriel Attal, defendeu a decisão do governo e justificou que especialistas em saúde pública disseram não ser necessário proibir a vinda dos torcedores da Juve à Lyon. Attal ainda afirmou que o vírus não está se espalhando com velocidade na região de Turim, cidade onde a Juventus é sediada.
Políticos franceses alertam para a visita de torcedores da Juve após surto de coronavírus na Itália | futebol internacional | Globoesporte

Comentários