terça-feira, 5 de maio de 2015

Cada vez mais sozinho Vanderlan Cardoso garante que vai disputar a eleição, PDT de Misael Oliveira apoiou a reeleição de Marconi Perillo

Para quem abomina a polarização entre Iris Rezende e Marconi Perillo, Vanderlan Cardoso surgi como uma alternativa. Tem aprovação e experiência como gestor, foi prefeito de Senador Canedo, e não é tão desconhecido no interior do Estado, pois sua candidatura em 2010 lhe garante esta visibilidade perante ao eleitor goiano.
O que pesa em desfavorável de Vanderlan são as legendas que vão garantir a sustentação da sua candidatura, tempo de rádio e TV e etc. O nome é fácil de levar e se torna uma alternativa aos nomes dos velhos caciques, pena que a os políticos de Goiás não estão afim de arriscar perder o poder e estão propensos a firmar compromisso com os nomes apresentados pelo PMDB e PSDB.
Plano de Governo ou propostas para a sociedade nem vem ao caso quando o assunto é discutir a aliança e divisão do poder pós eleição, o que é colocado na mesa e deve ser considerado pelos amantes do poder são: o quanto será disposto para a campanha e como ficará a divisão dos cargos depois da eleição, independente do partido ter conquistado cadeiras no Paramento ou não.

Seguidores