quarta-feira, 3 de agosto de 2011

Lula bate palmas p/ FHC em homenagem em SP @Reinaldo_Cruz http://t.co/oQGiC3r http://yfrog.com/ke0kymj http://pack.li/1o

O ex-presidente Lula bateu palmas para seu antecessor, o tucano Fernando Henrique Cardoso, ao receber homenagem do setor imobiliário, para depois criticar duramente quem "não sabia lidar com pobre" e que "leva para o gabinete a sua tese acadêmica". Lula recebeu um prêmio da revista "Vida Imobiliária" em jantar na noite desta segunda-feira, por suas contribuições ao crescimento do setor, principalmente com a criação do programa Minha Casa, Minha Vida. O evento ocorreu no Clube Atlético Monte Líbano, em São Paulo. Ele chegou acompanhado de Marisa Letícia, sua esposa, e de Romeu Chap Chap. Falou rapidamente com a imprensa. Ao ser questionado pela Folha se era contra a realização de prévias pelo PT em São Paulo, ele disse que não. "Fui eu quem criou as prévias no PT", afirmou. Lula articula nos bastidores a indicação do ministro da Educação, Fernando Haddad, para concorrer à prefeitura paulistana. Discursando antes de Lula, o presidente do conselho editorial da revista, Romeu Chap Chap, elogiou os ex-presidentes Itamar Franco e FHC pelo controle da inflação. Neste momento, pediu uma salva de palmas a FHC. Todos aplaudiram. Lula, que estava sentado à mesa de jantar, também bateu palmas. Quando chegou sua vez de falar, porém, o ex-presidente não economizou nas críticas. Disse que, quando assumiu o governo, a taxa de crescimento não podia ultrapassar 3% porque era ameaçava a inflação. "Os sábios que governavam esse país não se sentavam com empresário, não se sentavam com trabalhador, achavam que sabiam tudo porque levavam pro gabinete a sua tese acadêmica", afirmou Lula. Ele pediu aos empresários que dessem atenção à qualificação da mão de obra, o principal gargalo do setor agora. "A Marisa tá precisando de gente para arrumar meu apartamento e não acha no mercado", brincou. O evento para homenagear Lula custou R$ 250 mil e foi patrocinado por empresas do setor da construção e pela Caixa Econômica Federal. Também foi homenageado o empresário Eduardo Gorayeb, presidente da Rodobens Negócios Imobiliários, por ter atuado no ramo da habitação popular. Com informações da Folha de S. Paulo

Seguidores