Nem para colônia o Brasil serve mais



O Brasil se preparar para formalizar a integração ao Império americano.

Na visita que fará no dia 19 de março a Washington, o presidente Bolsonaro não receberá nada em troca do que já entregou: a base de Alcântara, a Embraer, o urânio, o afundamento dos submarinos nucleares e a possibilidade de americanos comprarem terras na Amazônia e transformar uma parte do território brasileiro em enclaves em que brasileiros não podem entrar.

Trump o receberá por 20 minutos e oferecerá um jantar enquanto fica no WhatsApp com Putin.

Vale a pena se entregar ao Trump, como um Porto Rico retardatário?

Logo agora que o Império americano já deu sinais irreversíveis de decadência?

Veja na TV Afiada alguns desses sinais, extraídos do excelente livro "Empire in retreat - the past, present and future of the United States", do historiados inglês Victor Bulmer-Thomas, Yale University Press, 2018.

(O ansioso blogueiro não pretende competir com o Historialista Elio Gaspari, que, entre outras virtudes, é o correspondente da Amazon no Brasil.)

Comentários