Futuro de Goiás, Vila Nova e Walter nas decisões do futebol goiano



É dia de decisão, ou melhor decisões, para o futebol goiano, o Vila Nova tem pela frente um adversário ferido que vem à Goiânia buscar uma sobrevida no trimestre. O Vasco da Gama foi eliminado pelo Flamengo da Taça Guanabara e a torcida espera que o Vila Nova pague o pato pela derrota nesta Quarta.

O Tigrão esta preparado, o retono de Wallison e Hiroshi dão um alento ao torcedor que deve lotar as arquibancadas do Serra Dourada. Tecnicamente, o Vila não esta muito distante do Vasco da Gama dirigido pelo Cristovão Borges, é uma equipe de maior investimento, mas assim como o time carioca, os goianos tem atacantes que sabem e gostam de fazer gols. É preciso ajustar as peças no meio campo, setor vulnerável nas duas equipes. 

Como acontece no Vasco, o problema do Tigrão também não é na zaga, onde Wesley Matos vem se destacando, mas sim no setor de meio campo que tem criado pouco, não tendo feito a bola chegar com qualidade aos atacantes. Nas últimas partidas o time de Mazola Júnior obteve os pontos satisfatórios, mas se deixou marcar com certa facilidade pelos adversários. A criação esta precária no naquele sertor do campo. 

A volta de Hiroshi dá um alento neste sentido, uma vez que ele é a cabeça pensante do time neste momento e tem a missão de municiar Móises e Wallison em busca dos gols que vão garantir uma boa receita para Tigrão na sequência da competição, pouco mais de meio milhão de reais.

Postagens mais visitadas deste blog

Atlético MG derrota o América e vai decidir o mineiro com o Cruzeiro