quinta-feira, 10 de novembro de 2016

Sem ajuda da União, Rio Grande do Sul não pagará 13º salário dos servidores

O governo do Estado aposta todas as suas fichas na União para conseguir pagar em dia o 13º salário dos servidores. Interlocutores do Palácio Piratini garantem que há duas alternativas viáveis, e ambas dependem do governo federal.

Uma das propostas é uma linha de financiamento através do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). A outra, cujo resultado é menos provável, é o ressarcimento por reformas em estradas federais executadas pelo Estado na década de 1980.

Seguidores