sexta-feira, 4 de dezembro de 2015

Político da bola e controverso no ES: Marcus Vicente, o presidente da CBF

Novo dirigente faz parte da velha estrutura da entidade máxima do futebol. 

Gestão de 21 anos à frente da federação capixaba já foi contestada por CPI



Marcus Antônio Vicente é um velho aliado da alta cúpula da entidade e é visto com certa desconfiança por aqueles que querem a moralização da entidade máxima do futebol brasileiro. 

 Futebol e política, aliás, sempre andaram lado a lado na vida deste capixaba de 61 anos. Na década de 1980, foi vereador e prefeito de Ibiraçu (ES), cidade onde nasceu. Lá, presidiu o clube de mesmo nome e que foi campeão estadual em 1988. 

Em 1994, assumiu a Federação de Futebol do Espírito Santo (FES), entidade que comandou durante mais de duas décadas (1994-2015), dividindo opiniões e sendo apontado por muitos como responsável pelo ostracismo do futebol local que, coincidentemente, não tem um clube na Série A do Brasileirão desde 1993. 

Já chefiou a delegação brasileira de futebol em várias partidas no exterior. Esteve presente nas viagens recentes para Buenos Aires e Salvador, nos confrontos contra Argentina e Peru, pelas Eliminatórias da Copa 2018.

Seguidores