segunda-feira, 4 de maio de 2015

Suspeito, Sérgio Machado deixou cargo na Transpetro em definitivo e não foi mais incomodado

Suspeito, Sérgio Machado deixará nesta semana em definitivo a presidência da Transpetro, subsidiária de logística e transportes da companhia petrolífera.

Em depoimento ao juiz federal Sérgio Moro, no Paraná, Costa disse que recebeu R$ 500 mil em dinheiro das mãos de Sérgio Machado, como parte do esquema de pagamento de propina envolvendo a Petrobrás .

Até agora, ele é o único dirigente do atual comando da estatal e subsidiárias que teve o nome relacionado diretamente ao esquema de propinas.
Chefe de subsidiária da Petrobrás deixa cargo em definitivo - Política - Estadão

Seguidores