Ganso não brilha e vira alvo da torcida do São Paulo

Paulo Henrique Ganso não consegue reeditar o futebol brilhante dos
tempos de Santos, quando muitos diziam que ele carregava Neymar nas
costas. No tricolor já constataram e dizem a boca miúda que não é bem assim
Paulo Henrique Ganso do São Paulo foi acionado em 33 ocasiões e não deu nenhum lançamento no jogo de ontem. Rodrigo Caio e Denílson pegaram na bola 37 vezes cada. Enquanto isso, Jadson destoou tendo registrado 46 passes recebidos.

A baixa participação de Ganso também registrou nenhuma finalização com direção ao gol no decorrer do jogo. Dois chutes foram dados, e antes de acertar a trave, o meia finalizou uma vez para fora.

Ganso ficou o jogo inteiro em campo e também foi menos acionado que o lateral Clemente Rodriguez e o atacante Osvaldo. O rendimento discreto fez o meia ser vaiado em algumas situações ainda quando estava em campo.

O repúdio de parte da torcida com o meia, no entanto, ficou latente na saída do estádio. Segundo informações da rádio Transamérica, diversos manifestantes gritavam, principalmente, contra Lúcio, Ganso e Luis Fabiano.

A dois meses de completar um ano de São Paulo, Paulo Henrique Ganso ainda busca afirmação. Até hoje, a principal contratação da história do clube –R$ 24 milhões - fez apenas dois gols em 37 partidas.
Leia mais: Ganso aparece menos que volantes e é perseguido por organizada do São Paulo - Futebol - UOL Esporte

Postagens mais visitadas deste blog

Atlético MG derrota o América e vai decidir o mineiro com o Cruzeiro