sexta-feira, 2 de agosto de 2013

O pior São Paulo de todos os tempos não consegue marcar um gol há 10 horas via @Reinaldo_Cruz #QuestãoBrasil

Para qualquer clube é difícil uma sequência negativa, 
imagina ainda não conseguir fazer gol
Paulo Autuori não culpa apenas os atacantes. Segundo ele, os jogadores responsáveis pela armação no meio de campo também precisam cooperar para que o jejum acabe. Ganso e Jadson, aliás, não vivem bom momento.
– A bola precisa chegar até a frente. Precisamos parar de tocar tanto, tanto e muito para trás. A projeção dos meias sem a bola sempre foi um ponto forte do futebol brasileiro. Agora, os meias precisam voltar para pegar a bola porque os volantes perderam qualidade – disse Autuori.
O momento dos atacantes é um reflexo dos resultados. A dupla considerada titular também vive uma crise. Luis Fabiano não marca desde 12 de junho, no empate por 1 a 1 contra o Grêmio, em Porto Alegre. Lesionado, ele não viajou com a delegação para a Europa.
Já Aloísio não consegue engrenar e vem perdendo boas oportunidades nas últimas partidas, como aconteceu diante do Milan. Silvinho, contratado após se destacar no Penapolense no Paulistão, e Ademilson, promessa das categorias de base, também estão longe de agradar.
O ano vem sendo de recordes negativos do São Paulo, mergulhado na crise dentro e fora de campo. O time quebrou a sequência histórica de 11 partidas sem vencer de 1951 e 1986. Depois, superou a marca de 1936 em que acumulou seis derrotas consecutivas (chegou a oito).
A delegação do São Paulo deixa a Alemanha nesta sexta-feira, rumo a Portugal, onde encara o Benfica, em Lisboa, em amistoso neste sábado.
Leia mais: Grito preso: São Paulo não consegue marcar um gol há dez horas | globoesporte.com

Seguidores